8 defeitos de uma pessoa que a afastam de Deus

8 defeitos de uma pessoa que a afastam de Deus

0 73

Sabe qual é a única pessoa que pode te impedir de viver perto de Deus e de conquistar tudo aquilo que Ele quer para a sua vida? Você. Não é aquela pessoa que faz questão de ser uma pedra no seu sapato, não é o patrão que não te dá oportunidades, nem mesmo o diabo.
Quando nós temos o desejo genuíno de nos aproximarmos de Deus, nada nem ninguém pode nos afastar d’Ele! Apesar disso, existem algumas atitudes erradas que nós podemos ter e que nos afastam de Deus e da Sua vontade para nós. Evite os seguintes comportamentos se você quer ficar bem perto de Deus!
Preguiça
Deus é um Deus de ação e por isso Ele se alegra quando vê que damos passos de fé e estamos prontos a agir. A Bíblia fala claramente contra a preguiça e o mal que ela pode causar nas nossas vidas. A preguiça não prejudica apenas o nosso desenvolvimento pessoal e financeiro, mas pode ser fatal para a nossa vida espiritual. Por exemplo, a preguiça pode nos impedir de orar e de ler a Bíblia, o que nos deixa frios espiritualmente, ou seja, mais distantes de Deus. Faça um esforço, estabeleça um plano e separe um tempo para orar e ler a Palavra. Não é sábio querer começar orando e lendo a Bíblia durante 2 horas, mas comece com 10 minutos por dia e vá aumentando aos poucos. Com o passar do tempo, Deus vai trabalhar na sua vida e você vai se sentir mais forte e mais perto d’Ele.
Fofoca
A fofoca é falar sobre aspetos da vida de uma ou mais pessoas sem o seu consentimento. Pode ser revelar segredos de alguém ou até mesmo inventar histórias sobre outras pessoas. Essa atitude normalmente causa discórdia e desunião entre as pessoas, e por isso é um pecado perante Deus. Por esse motivo, a Bíblia nos adverte a não fofocar e a evitar pessoas fofoqueiras. Mesmo que uma pessoa esteja cometendo um erro, falar sobre isso nas costas com outras pessoas não vai ajuda-la nessa situação. Deus conhece a intenção do nosso coração e, se queremos realmente ajudar, podemos falar diretamente com a pessoa, ou então simplesmente orar por ela. Se as nossas palavras não servem para edificar, é melhor não dizer nada (Efésios 4:29).
Inveja
A inveja é uma das obras da carne que são descritas em Gálatas (Gálatas 5:21), o que significa que é um pecado e que devemos eliminar das nossas vidas se queremos viver perto de Deus. Ter inveja de alguém é querer ter algo que não é nosso, e isso muitas vezes causa um sentimento de desgosto quando alguém é bem sucedido em determinada área da sua vida. Um dos segredos da felicidade (e a melhor forma para combater a inveja) é o contentamento. Devemos dar graças a Deus em todas as circunstâncias e não cobiçar as conquistas dos outros. Isso não significa que você não deve lutar para melhorar as suas condições de vida, mas que você tem que aprender a glorificar a Deus mesmo quando as coisas não correm do jeito que você gostaria (Habacuque 3:17-18).
Egoísmo
Alguém já te disse: “O mundo não gira à sua volta”? Se a resposta é sim, provavelmente você estava tendo um comportamento egoísta. O egoísmo faz com que pensemos apenas em nós próprios e não nos preocupemos com aqueles que estão à nossa volta.
O oposto de egoísmo é altruísmo e Jesus é o maior exemplo altruísta que podemos ter. Ele não pensou n’Ele próprio, mas pensou em cada um de nós, tendo ido até à cruz, onde morreu pelos nossos pecados, reconciliando com Deus todos os que acreditam no Seu sacrifício. A Bíblia nos confronta a amar os outros como a nós mesmos (Mateus 22:39) e a considerar os outros superiores a nós. Mas para isso acontecer, temos que amar a Deus em primeiro lugar e deixar que o Seu amor perfeito transforme as nossas vidas, eliminando todos os vestígios de egoísmo.
Ganância
A Bíblia é muito clara: o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males (1 Timóteo 6:10). Algumas pessoas interpretam erradamente esta passagem bíblica, dizendo que “o dinheiro é a raiz de todos os males”. Mas ter dinheiro não é o problema. O dinheiro é algo neutro: pode ser usado para fazer coisas boas ou más. A Bíblia fala de vários homens com temor a Deus que eram bastante prósperos em termos de bens, como Jó e Abraão. O problema é quando nós amamos o dinheiro em primeiro lugar e não a Deus.
O próprio Jesus disse que não é possível servir a Deus e ao dinheiro. Quando nós amamos o dinheiro, Deus perde a importância nas nossas vidas. Algumas das maiores atrocidades cometidas neste mundo são cometidas por causa do amor ao dinheiro.
Ame a Deus acima de todas as coisas e não deixe o dinheiro controlar a sua vida e sentimentos e dessa forma você estará mais próximo de Deus.
Ira descontrolada
Um momento de descontrole e ira pode ser suficiente para destruir vidas, a sua e a de outras pessoas. A ira em si não é um pecado, porque a Bíblia diz que é possível nos irarmos sem pecar. Há momentos na nossa vida em que é normal nos irarmos com alguma situação. Até Jesus se irou quando viu que os mercadores faziam negócio na casa do Seu Pai.
O grande problema é quando a ira vem de forma prolongada e descontrolada. Quando a ira controla a nossa vida, nos afastamos de Deus. A mansidão é um dos aspectos do fruto do Espírito e através dela nós podemos impedir que a nossa ira se transforme em pecado.
A Palavra de Deus manda que sejamos pacificadores e mansos com as pessoas à nossa volta.
Imoralidade sexual
O nosso corpo é o templo do Espírito Santo e quando praticamos algum tipo de imoralidade sexual estamos pecando contra o próprio corpo, profanando a moradia do Espírito Santo.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta