Autores Postado porLiberdade - O Jornal

Liberdade - O Jornal

1235 POST 0 COMENTÁRIOS

0 73

Na tarde desta segunda-feira, dia 6, na sede do Sindilojas Missões, foi realizado o sorteio da quarta edição da Campanha “Um Sonho de Natal”, promovida pela entidade empresarial, com patrocínio da CDL Santo Ângelo.

O objetivo da campanha é fomentar a economia e promover o desenvolvimento do comércio varejista local e dos 17 municípios da sua base de extensão. Participantes, consumidores e vendedores foram beneficiados com 20 mil reais em prêmios, maior número em relação às edições anteriores.

Nesta edição foram 143 empresas participantes, um crescimento de 25%, superando o número de 115 da terceira edição. Além disso, houve um aumento de 40% dos cupons distribuídos aos consumidores, cerca de 20 mil a mais do que na campanha anterior, totalizando 70 mil cupons.

 

Segue abaixo os ganhadores do sorteio da Campanha Um Sonho de Natal  – Sindilojas Missões:

 

✅ MOTO POP110i

☑ Ganhador(a): Alisson Gabriel Portella Barbosa
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Vidraçaria Bom Jesus
☑ Vendedor(a): Cibele (vale compras de R$100 reais)

 

✅ TV SAMSUNG 48 POLEGADAS

☑ Ganhador(a): Viviane Plain
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Weinert Pippi
☑ Vendedor(a): Ester (vale compras de R$100 reais)

 

✅ BICICLETA ARO 26

☑ Ganhador(a): Lauri Stein Welter
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Maran e Cassol Ltda
☑ Vendedor(a): Ariane (vale compras de R$100 reais)

 

✅ BICICLETA ARO 29

☑ Ganhador(a): Taciana Terezinha P. Brigo
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Weinert Pippi
☑ Vendedor(a): Laudelina (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE BOLSA DE ESTUDOS SENAC

☑ Ganhador(a): Maiane Lopes Machado
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Modazine
☑ Vendedor(a): Andresa (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE ACADEMIA SESC

☑ Ganhador(a): Pedro Gabriel Lambrecht Machado
☑ Cidade: Entre-Ijuís
☑ Comprou em: Estylo 10
☑ Vendedor(a): Marcia (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Darlei dos Santos
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Maran Cassol & Cia Ltda
☑ Vendedor(a): Carol (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Aline Demeneghi Donadel
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Zenkner Jóias
☑ Vendedor(a): Tatieli (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Leticia Peixoto Haubut
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Weinert Pippi
☑ Vendedor(a): Ester (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Diane Regina R. Burin
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Multiplast
☑ Vendedor(a): Carem (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Iolanda R. Bindé
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Quick Restaurante
☑ Vendedor(a): Juarez Santana (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$500 REAIS

☑ Ganhador(a): Ilo Moraes Neves
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Cia das Persianas
☑ Vendedor(a): Maiquel (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$300 REAIS

☑ Ganhador(a): Ivan Minetto
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Gabi Calçados
☑ Vendedor(a): Marla (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$300 REAIS

☑ Ganhador(a): Beatriz Pinto
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Maran Cassol & CIA LTDA
☑ Vendedor(a): Ivone (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$300 REAIS

☑ Ganhador(a): Carmen Lucia Meller
☑ Cidade: Santo Ângelo
☑ Comprou em: Weinert Supermercados
☑ Vendedor(a): Suelen (vale compras de R$100 reais)

 

✅ VALE COMPRAS DE R$200 REAIS

☑ Ganhador(a): Leticia Vieira dos Santos
☑ Cidade: São Miguel das Missões
☑ Comprou em: Multiplast
☑ Vendedor(a): Sabrina Vargas (vale compras de R$100 reais)

 

0 72

Balaio, Lança e Taquara
Cenair Maicá

Caminham guaranis pelas estradas
Trapos de gente se arrastando a pé
Restos da raça dos meus sete povos
Últimas crias do sangue de Sepé.
Fazem balaios de taquaras bravas
Em pobres ranchos que parecem ninhos
Onde se abrigam aves migratórias
A mendigar alguns mil réis pelos caminhos.

O balaio foi taquara, a taquara foi a lança
O balaio foi taquara, a taquara foi a lança,
Que esteiou os sete povos quando o pago era criança
Vão os índios pela estrada como aguapé pelos rios
Cantam ventos tristes nos seus balaios vazios,
Cantam ventos tristes nos seus balaios vazios.

Seguem os índios o destino peregrinos dos sem terras
Tropeçando nos caminhos já sem luz
Afogados na fumaça do progresso
Junto aos animais em debandada.
Das florestas virgens violentadas
Pelos que vieram pelos que vieram sob o símbolo da cruz.

Quem os vê na humildade dos perdidos
Na senda amarga desses tempos novos
Não acredita que seu braço um dia
Levantou catedrais nos 7 povos
Vende balaio o índio que plantava
Um novo mundo no império das missões
Balaios de taquara que eram lanças
Marcando a história das 7 reduções.

0 73

Notícias da Prefeitura Municipal Entre Ijuís – RS                            

                             FELIZ ANO NOVO!

Mais um ano se finaliza e com ele muitas lembranças, muitas histórias para contar, muitos sonhos realizados, outros que ficaram por realizar. Esta é a dinâmica da vida, e nesta imensa luz, vamos vivendo e aprendendo a cada dia uns com os outros, nos engrandecendo como seres humanos.
E, é por este aprender diário, que nós da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Turismo e Esporte de Entre-Ijuís, agradecemos a cada um de vocês, professores, diretores, alunos, coordenadoras, serventes, motoristas e toda a comunidade escolar, por que são peças fundamentais para o sucesso e qualidade do ensino em nosso município. Aproveitando esta época que significa renovação, alegria e esperança de um Ano Novo ainda melhor, não nos esquecendo das lições de amor e solidariedade do Natal, desejamos um novo ano de muita paz, saúde e amor para todos.

Educadores! Boas férias, renovem suas energias, assim, teremos as forças revigoradas para as novas lutas e novas conquistas de 2020.
Feliz e Abençoado Ano Novo!
Carinhosamente, equipe SMEC de Entre-Ijuís.
Tânia Maris Scola
Secretária Municipal de Educação, Turismo e Esporte de Entre-Ijuís

    

                            Calendário de Eventos 2020

      Estamos informando que a Secretaria de Educação, Cultura, Turismo e Esportes está elaborando o Calendário de Eventos 2020, e para isso, precisamos das datas e locais dos eventos que serão realizados no Município no próximo ano, para que possamos previamente evitar eventos na mesma data. Salientamos que o Calendário de Eventos é uma organização para que as comunidades/entidades sejam prestigiadas por todos e para isso evitem realizar eventos na mesma data, é também uma forma de divulgação dos eventos no município, visto que o mesmo será divulgado no site da Prefeitura e na Imprensa (jornal e rádio). Enfatizamos da importância destas programações para o sucesso dos eventos e solicitamos que as programações com as devidas datas e locais devem ser entregues na Secretaria de Educação, para constar poder no Calendário de eventos 2020, o mais breve possível.
      Colocando-nos a disposição para qualquer esclarecimento que se fizer necessário, pelo fone (55) 3329-2760, Ramal 287 ou 217, ou pelo email: educacao@pmei.rs.gov.br, ou ainda pessoalmente nesta Secretaria e/ou Biblioteca Pública.

*Conselheira Tutelar Olga Cristina Oliveira Leite recebe Portaria de Louvor da Administração Municipal!

                       Sanderson visita o município de Entre Ijuís

Na manhã desta sexta-feira (27), o Prefeito Brasil Sartori, Vice – Prefeito Maurão, Vereador Gilmar Demezuk, Secretários e demais lideranças recepcionaram no Gabinete Executivo o Deputado Federal Ubiratan Sanderson e sua Assessoria, o Sr. Nivio Braz e Roger Jaekell, o qual vieram fazer uma visita e colocar os Serviços do Gabinete em Brasília á disposição do Municipio, sendo que foi discutido vários Projetos nas áreas de Educação, Infraestrutura, Saúde, e assuntos de interesse de Entre-Ijuís . O prefeito agradeceu o empenho do Deputado em alavancar emendas para Entre-Ijuís e confirmou na primeira semana de Fevereiro uma agenda proposta pelo próprio Deputado em Brasília.

 

                                                Encomendas de Alevinos!
            A Secretaria Municipal da Agricultura informa aos interessados que estão abertas as encomendas de alevinos. Os pedidos podem ser realizados até dia 02 de Janeiro junto à sede da Secretaria e a entrega está agendada para o dia 07 de Janeiro.. As espécies são variadas e o preço varia conforme a espécie e o tamanho do alevino.

                       

                              LOMBADAS DE BORRACHA

 

    Buscando atender um pedido de longa data da diretoria da Escola Estadual Carlos Kruel e do CPM, com aprovação do Conselho Municipal de Trânsito de Entre-Ijuís, a administração municipal instalou as novas lombadas de borracha, que permitem uma redução na velocidade do trânsito em frente a escola, principalmente na faixa de pedestres. A lombada de borracha é um material mais sustentável que as lombadas tradicionais e, além disso, são de fácil instalação e reforma (quando necessário). Possuem uma visibilidade destacada em relação a lombada padrão, pois a própria peça já é confeccionada na cor amarela. O prefeito municipal informa que outras lombadas já foram instaladas na Rua Integração, em substituição das lombadas eletrônicas que possuem contrato apenas até o final do ano. O modelo instalado na Rua Integração é diferente deste colocado em frente à escola, pois devido ao trânsito intenso de mais de 11 mil veículos por dia, necessita o modelo adequado para trânsito pesado. Alternativas como essa demonstram a importância de buscarmos novas soluções para os velhos problemas, e esperamos que esta tecnologia suporte o fluxo intenso do local, destacou o prefeito

        

                                   #  Mensagem de FINAL DE ANO!

      O fim do ano se aproxima, e é um momento em que paramos para refletir sobre tudo aquilo que vivenciamos. 2019 foi um ano de grandes conquistas, vitórias e realizações, e graças a Deus conseguimos superar todas as dificuldades, com muito esforço, dedicação e muita responsabilidade.
2020 se aproxima, e que seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita paz. E que o menino Jesus possa nos abençoar, e que o espírito natalino faça-se presente na vida e no lar de cada um de nós.
       Deixamos aqui o nosso abraço, e um Ano Novo repleto de paz, saúde e muitas bênçãos…
Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários e Servidores Municipais.

     

                               Papai Noel chegou!!!!

*As crianças Entreijuienses ficaram mais felizes na última sexta-feira, dia 20, isso porque receberam a visita do Papai Noel com a entrega de presentes de Natal. Todas as crianças se cadastraram receberam presentes e a cada presente abertose percebia no rosto a alegria. Momento contagiante para todos que prestigiaram a entrega, contando com a presença do Prefeito Brasil Sartori, Primeira Dama Iara Sartori Vice-Prefeito Mauri Lizot e Esposa Sirlei, além de vereadores e secretários que se dedicam aos cuidados das crianças. Na oportunidade o Secretário de Assistência Social Rafael Rotilli desejou um Natal abençoado a todas as crianças e a equipe de colaboradores da secretaria e do Cras e ainda ressaltou a importância do carinho e do cuidado que todos os voluntários tem dia após dia junto com as as crianças. “Fico imensamente feliz em chegar aqui, e ver que as crianças são bem tratadas, e eu e toda a equipe da assistência estaremos sempre à disposição para ajudar e fazer com que cada criança se sinta cada vez mais feliz”, disse Rafael.
Devido a chuva, o Prefeito Brasil abriu as portas da Prefeitura para que todos os presentes no evento pudessem se abrigar da chuva e no mesmo momento tivemos uma benção do Conselho de Pastores e sorteio do Programa Nota Fiscal Premiada.

             

                             *POESIA

Preconceito
É um julgamento, uma opinião
Uma ideia, uma dedução
É julgar-se melhor por causa de sua cor ou condição
É inventar diferenças
Entre o branco e o negro
O rico e o pobre
O João e o Pedro
É você achar que só você pode
É não aceitar o que é, e o que não é
Rejeitando pessoas pelo seu porte
Seja do interior ou da cidade
Temos o direito de ser diferente
Porém, sem preconceito
Para que o mundo seja um lugar decente
Sem distinção de gente.

Autor: Samuel Cauan Teixeira de Lima – 4º ano
Professora Regente: Maria Silvana Zampieri Lange
E.M.E.F Maria Antonia Uggeri Pizetta

      ——————–

O segundo sorteio da campanha Nota Fiscal Premiada 2019 foi realizado no último dia 20 de dezembro de 2019,as 20:00 hs em frente a Prefeitura Municipal. Os ganhadores foram;
1° prêmio: 1 TV Philips 43” LED Smart FHD, uma camisa Marca Dudalina, um perfume Silver Scent – ELENARA ROCHA MOURA;
2° prêmio: Uma caixa de som JBL Charge 3 com Bluetooth Speaker, 1 camisa, 1 manta, 1 perfume Silver Scient – NAYR JAPPE;
3° prêmio: Uma manta, uma caixa de Som JBL GO, 1 Camisa Marca Dudalina, 2 camisetas e 1 brinquedo – ISMAEL DA SILVA FLORES
4° prêmio: Uma manta, Uma camisa Marca Dudalina, 2 camisetas e 1 perfume Silver Scient- JHULIA TONETTO;
5° prêmio: 2 Camisas Marca Dudalina e uma manta – MARISTELA DO CARMO DE MORAES;

6° prêmio surpresa: IRIO ANTONIO TOLFO

7° prêmio surpresa : ISOLDE T. ROMIO

8° prêmio surpresa: DOUGLAS RENE B. MACHADO

9° prêmio surpresa : ANDRESSA FAGANELLO

10° prêmio surpresa: BRENDA BRIZZON

11° prêmio surpresa: CELSO BIGOLIN

12° prêmio surpresa: MICHELE CASTANHO

13° prêmio surpresa: ESCOLA SÃO PAULO

14° prêmio surpresa: IVONE SCHUTZ

15° prêmio surpresa: EMEI JOSIANE CAZAROTTO

Entrega dos prêmios da Campanha Nota fiscal Premiada será no dia 31/12/2019 às 9 horas no gabinete do prefeito.

                 ————————–

Recursos para o Ginásio Municipal!

Vice -Prefeito Maurão comemora liberação de mais R$ 390 mil reais para as obras de construção do Ginásio de Esportes. Liberação ocorre após retorno de viagem para Capital Federal. Obra esta que está em execução .

 

                                     

                                                    FELIZ ANO NOVO!

Mais um ano se finaliza e com ele muitas lembranças, muitas histórias para contar, muitos sonhos realizados, outros que ficaram por realizar. Esta é a dinâmica da vida, e nesta imensa luz, vamos vivendo e aprendendo a cada dia uns com os outros, nos engrandecendo como seres humanos.
E, é por este aprender diário, que nós da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Turismo e Esporte de Entre-Ijuís, agradecemos a cada um de vocês, professores, diretores, alunos, coordenadoras, serventes, motoristas e toda a comunidade escolar, por que são peças fundamentais para o sucesso e qualidade do ensino em nosso município. Aproveitando esta época que significa renovação, alegria e esperança de um Ano Novo ainda melhor, não nos esquecendo das lições de amor e solidariedade do Natal, desejamos um novo ano de muita paz, saúde e amor para todos.
Educadores! Boas férias renovem suas energias, assim, teremos as forças revigoradas para as novas lutas e novas conquistas de 2020.

Feliz e Abençoado Ano Novo!
Carinhosamente, equipe SMEC de Entre-Ijuís.
Tânia Maris Scola
Secretária Municipal de Educação, Turismo e Esporte de Entre-Ijuís

0 65

Recebemos a visita do ex-prefeito, de Vitória das Missões, agora nosso colega, ele como radialista, Cesar Coleto

 Falamos sobre o momento político em profusão com o novo governo que ora se instala e se ajusta para assumir o cargo já no começo do próximo ano; do andamento de decisões políticas como a dificuldade criada com o ajuste de salários a parte do funcionalismo público, pela grande maioria da população, vista como absurda nestes tempos; das dificuldades de o novo governo fazer frente e manter uma linha de postura no mínimo razoável diante da pressão dos vícios, como a corrupção, que ora crassa o país, enfim, ficamos ambos, eu Sartori e o colega radialista, da nossa Rádio Caibaté, a desejar o maior número e volume de sucesso aos novos ocupantes de cargos país a fora.

Também trocamos ideias sobre as formas tradicionais de fazermos política; as necessidades que temos de mudanças e mudarmos; da valorização necessária da ética na atividade;  enfim,….

Também questionei, Cesar Coleto se tem a intenção de voltar a disputar cargo eletivo, outra vez e em seu município onde foi prefeito, de Vitória das Missões:

Cesar disse estar convicto estar distante desta possibilidade, no momento, haja vista estar ainda sentindo os efeitos de algumas mas enormes dificuldades que enfrentara por ocasião de seu mandato e que somente ao futuro, pensa hoje e quem sabe, renasça uma nova possibilidade neste sentido. Repetiu ao Liberdade que hoje sua opção e profissão, está na carreira de radialista, na Rádio Caibaté onde se sente feliz, no lugar que gosta e fazendo o que mais gosta.

Oriundo de família humilde, Cesar foi funcionário do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em seu município, depois vice-prefeito quando se descompatibilizou daquele emprego, elegendo-se prefeito do município algum tempo depois.

Admitindo ser pouco maleável quando se põe em jogo a questão ética, para ele inegociável, disse ter concluído que para o homem que prima por ter e manter um comportamento ético, na política de hoje, é algo desgastante. Que propôs ao atual prefeito, à época, parceria para que juntos se candidatassem a levar adiante a administração municipal, mas o convite foi recusado, vindo ao candidatar-se à reeleição, perder o cargo para o então prefeito, Aldi Minetto.

Também nos contou que financeiramente, só perdeu com a política, mas ganhou em experiência e em crescimento, uma vez que pensa ter dado o melhor de si para melhorar a vida dos cidadãos de sua comunidade, Vitória das Missões, tanto que àqueles que após ter perdido a reeleição e dele se afastaram, agora voltam a fazer referências e declarar entendimentos de que cada vez mais passam a entender sua quase sempre acertada e melhor postura no cargo e nas posições que defendeu.

 

 

Apoio a Leite

 

Logo após o resultado do pleito, o novo governador gaúcho, Eduardo Leite, foi até o governador e candidato ao mesmo cargo, pedir para que ele pedisse a Assembleia, a prorrogação, por mais dois anos, da manutenção da alíquota do ICMS conseguido por Sartori, para fazer frente aos compromissos do “pesado” Estado gaúcho.

Além do aumento, de 17% para 18%, também à época, combustíveis, energia elétrica e telecomunicações, passaram de 25% para 30%.

Durante a campanha, Leite dizia e prometia o que o povo adora ouvir.

Depois, diante do compromisso de ter que fazer o melhor, a dura realidade à porta, pede a compreensão e apoio ao seu opositor, para que o apoie agora não mais como candidato, mas como responsável pela gestão futura do Estado.

Nesta mesma luta, embora praticamente todos os empresários clamem, no mesmo som com a sociedade, pela redução dos tributos absurdos cobrados da sociedade gaúcha, Eduardo Leite consegue apoio de pelo menos 100 lideranças empresariais de que os impostos serão mantidos no mesmo patamar em pelo menos mais dois anos. Em contrapartida, que seja assumido um compromisso de – passado este tempo – um processo de desaceleração do volume das taxas, seja iniciado.

O apoio veio pela compreensão que sem isso o Estado não terá como se viabilizar financeiramente a curto prazo.

Quando da segunda passagem de Ivo, aqui nas Missões, mais específicamente, São Miguel das Missões, momento que resolvemos ir alertá-lo para que não se comprometesse com a promessa de R$ 100 a R$ 150 que viriam para a ponte (lembram!), por constar com a assinatura (outra) de um ministro, em hotel aqui da cidade e que está nos rendendo motivo de chacotas, o “gringo” seguiu a risca e repetiu com enfase: “não me peçam nada, não tenho nada, não avalizo nada pois, não tenho de onde tirar. E não tendo, não assumo compromissos”.

No ensejo, como noticiamos aqui, alertamos que precisaria se dedicar em não só “tapar os desesperados furos da carcunda, carcomida, abalofada e cheia de privilégios estruturas do Estado, mas de o governo fazer o que não se faz é certo, aqui também em São Miguel das Missões: no caso, dele, de investir, por exemplo, nas relações internacionais, potencial adormecido do Rio Grande, pra não dizer do país. Com o risco de – diferente daqui a esta altura -, vir perder a tão desejada teta, lá, de governador.

Ivo até dá para se dizer, seguiu a risca o conselho, tanto que logo após se bandeou em direção à Alemanha, ao Japão e outros países na Europa.

Deslumbrou-se…

-Com as macieiras japonesas;

-Com a retórica e cortesia italiana destinada AOS TURISTAS;

-Com a distante – de nós -, máquina, eficiente, alemã. A ponto de …

A ponto de descobrir que ele, como o outro daqui, estão terrivelmente mal assessorado.

José, então voltou (com o rabo entre as pernas, diria o gaúcho) por nem ao menos ter sabido como se adentrava à porta de algum banco lá ou se pudesse para os tradutor falar mais devagar; de ter visto e comprovado de nossa insignificância que não do blá, blá blá que eles destinam a nós – e que tanto adoramos – TUPININQUINS, que resolveu se deixar levar pelas preocupações e, ocupações corriqueiras como por exemplo: convencer o CPERS a deixar de ser, ao menos um tico, tão ideológico e mais voltado ao que realmente interessa ao nosso povo: uma educação de qualidade para, inclusive, começarmos a respeitar sua importante, mas desprestigiada categoria pelo que recebem em troca do já fazem ou podem fazer.

 

Por outro lado, Leite, oriundo lá das pelotas, digo, de Pelotas, com pelota e tudo, atendo e sábio, aproveitando-se da relação já desgastada com o tico-tico do fundão, aqui da velha São Miguel, pega para sí a idéia e diz que o “homem da Tumelero” era até bom, mas… mas, .. não era criativo. Diz que ele poderá ir além, levar o Estado para um estado melhor; enseba os chiitas da extrema exquerda que ora demonizavam o ‘parente’, promete pagamento em dia a partir de seu primeiro ano de governo e…….. e……….acreditem, promete que irá investir no comércio internacional que, a seu ver, é uma das poucas, mas possíveis saídas do Estado, da merda que se encontra há pelo menos 50 anos atrás.

Também sobre a redução da máquina pública, posta em prática por José, diz que “não é bem assim”; que o Estado tornando-se eficiente, a população produzirá mais gorduras o suficiente para alimentar ‘a companheirada’ que a cada novo governo, lá e cá, se somam sob o cabide de prefeituras, estado e união, visando a tornar a vida dos escravizados, desta, muito melhor do que antes.

Eleito, Leite segue o acima citado no início do texto.

Já quanto ao comércio internacional, o primeiro pontapé, do novo governador, começa pela importação: lá, como cá, e negocia para trazer um “as”, um tal Funchal (não é de funcho), do céu, digo, do Espirito Santo onde, teria feito milagres, para fazer os milagres que precisamos aqui.

Mas que bá!

Melhor é me calar, acho. Nem precisa aconselhar…

0 103

Teria, segundo eles e muitos, algo mais importante para um país que um professor (bem pago!) valorizado?    
Quem poderia nos dar esta resposta?
-Um mestre das ciências sociais?
-Um economista?
-Um político?
-Um psicólogo?
Ou… um mestre dos mestres, afinal, ele é o que ensina todas as outras profissões, os próprios professores? Resumindo, da própria classe, deveria sair a resposta que há tempos mais atormenta à classe do professorado em nosso país.
Mas se os mestres dos mestres não conseguem superar este dilema, da manifesta, declarada e vista falta de apoio por parte da sociedade, o que eles tem à dizer:

O Jornal Liberdade perguntou a alguns professores, “porque ele acha que a sociedade não toma atitude, não vai às ruas na defesa de tão nobre causa?” (Nos atemos tão somente à resposta, sem delongas ao entrevistado):
1-Porque não arde no bucho deles;
2-Porque o governador, Eduardo Leite vai acabar com o Rio Grande;
3-Porque no tempo do Tarso e do Olivio o professor foi valorizado;
4-Porque o Brito e depois o Sartori começaram a enterrar a educação e agora este vai terminar de matar…
5-Porque não cortam os salários deles, começando pelo governador, cobram das empresas o que devem,…
6-Porque para o governo ter um povo burro é melhor, porque burros não cobram nada dele!
7-Porque o Estado tá quebrado, mas tem gente ganhando muito e, o professor que deveria ser o mais valorizado, passa fome.
8-Porque estamos há mais de 6 anos sem aumento e, quem é que vive com um salário assim?
Paramos.

Aí, resposta dos mestres até de nossos mestres…
Disse-me certa feita um letrólogo, poliglota, escritor, enfim, um mar de especializações na língua portuguesa, cientista da UNISINOS, padre jesuíta, afirmou-me que sim, sem dúvidas, quem tivesse uma “pena”, se soubesse como explorar seu potencial, venceria qualquer Exército. Contou-me na oportunidade, também, de um causo bastante conhecido, que um rei, vendo-se em apuros diante da eminência de ver seu reino reduzido à cinzas por um grande exército inimigo e suas fronteiras mui fragilizadas, saiu do reino as pressas em seu cavalo sem dizer nada a ninguém. Foi-se para um reino distante, o que motivou um pânico na população pouco avisada das razões que teria feito tal loucura: deixa-los a todos ao léu diante de tão terrível ameaça e, assim o ‘atiraram na latrina’ como infame e covarde.
Alguns dias se passaram e, eis que volta o rei com outro companheiro cavalariano ao seu lado.
A turba queria trucida-lo, mas vendo que o estranho sugeria com o acenar da mão que ficassem calmo, resolveram arriscar. Afinal, naquelas alturas, até milagres eram esperados.
Alguém mais exaltado não se conteve e gritou: -Covarde, ao invés de ficar aqui dando forças e organizando tua gente, te manda e me aparece com este miserável aí e agora não temos tempo para nada.
Então o Rei, João a bem que se diga, disse: -Trouxe-vos à salvação, um sábio. Mandou que puxasse sua arma e mostrassem à multidão enfurecida.
O sábio, ao lado, sujeito magricela, pra não dizer raquítico, de tanto viver em uma montanha, arranca de uma pena, marca bic, que trazia presa à cintura por uma longa tira de couro e mostra ao povo, agora mais pasmo e pensando que o rei enlouquecera de vez.
Foi exatamente naquele momento que um sujeitinho também paupérrimo, frágil de tanto sofrer por meter o pau no lote de vadios que viviam sugando o feudo e o trabalho dos que trabalhavam e sustentavam o reino que desceu uma apazada, sua arma de guerra (apá) na cabeça do exaltado e repetiu o que dissera seu rei, Nabuco, digo, João:
-Calma, deixem o sábio trabalhar!
O resto da história a gente conta para nossos leitores outro dia. O final dela, teria resultado no enriquecimento do reino com a ajuda dos guerreiros antes invasores e que acabaram, os que não morreram carregando pedras para fazer cercados ao redor do reino, serviram ao povo fazendo e fornecendo massa para amassar à uva e fazer o vinho que os levara à ruína.

Moral da história:
Quando alguém disser: A educação é tudo; o professor é o mestre dos mestres; o policial é a salvação da sociedade; o jornalista é cão pra prefeitos medíocres; enfim, quando nos lançamos na defesa ou acusação de algo com extremismos e, utilizando o cérebro localizado em nosso aparelho digestivo, NÃO CONSTRUÍMOS NADA.
Já dizia o sábio Lavoisier: “Na natureza nada se cria, nada se perde, mas tudo se transforma!”, isso também é válido para as coisas físicas, mas nas relações outras como da mente e as que ainda não conhecemos.
Como vivemos em um mundo extremamente de egoísmo e que o Pai é o centro (de nossa hipocrisia) e, sequer conseguimos enxergar nosso irmão, ao nosso lado, É NATURAL QUE TENHAMOS UMA SOCIEDADE DOENTE, também carente de bons professores.

0 180

Você já ouviu falar  em …..
“A LUTA DOS PREFEITOS EM DEFESA DO MUNICIPALISMO”, ouviu?

Pra quê mesmo??

A LUTA é por mais dinheiro. O que tem, bem menos dos 10% do que gastam – para espanto da população – agora, após 2018 anos, no nosso caso, informada por eles. Melhor, por traíras deles, o Guedes.
O resto vem do que nós, o povo, mandamos para os outros governos – Estado e União.
Os prefeitos alegam, e tem razão, em dizer que o dinheiro que tem, o somatório total do que passa por suas mãos, é cada vez menos  que o suficiente para fazerem o que gostariam “PARA O BEM DE SUAS COMUNIDADES” e, até investimentos necessários e que precisariam realizar.

                 Diante disso, é mister lembrar da relação:
“O aumento dos gastos com o setor público praticado pela classe política, é praticamente superior ao aumento dos recursos extraídos da população para enfrentamento da equação, o que os governos – no caso municipal – necessita em volume de dinheiro está se expandindo em relação inversa ao que a sociedade tem sido capaz de dar, para equacionar os interesses. Ou seja, as prefeituras gastam mais do que podem. Incham, se avolumam…. acabam sucateando, manipulando, explorando, aniquilando à própria sociedade em que estão inserida.
Este desenho-inverso, no qual a prefeitura deveria prestigiar, capitalizar à comunidade, faz invertido e capitaliza-se a si própria. E, os arroubos chegou à tal ponto no país por não temos tão somente prefeituras que enfrentem esta grave situação, mas que criam e alimentam ela e de ter se transformado em um verdadeiro cancro que acaba se instalando dentro das comunidades, principalmente as pequenas e, aí, subjugando sua população após dividi-la em apoiadores ou não a seus interesses.

 

Virou uma farra
Como se não bastasse, a miséria de muitos permite alguns fenômenos muito facilmente visualizado na América Latina:
Como por exemplo, na formação, nestes ambientes, de o chamado Cordão de Sustentação dos Crimes Políticos Não Tipificados (CSCPNT).
No CSCPNT, aí que forma-se, meio que naturalmente, os nichos de bactérias de âmbito público e de âmbito privado e que ajudarão na sustentação do agora “cancro”, diante de um parlamento pobre e de uma Justiça para pobres e que ajudará a perpetuar os arroubos destes loucos. Digo, daqueles loucos. Sim, porque passam a tratar o povo como objeto, mercadoria, alocado de lado a outro conforme seus interesses – econômico-financeiros e, político-partidário tão somente.
*Sobre as bactérias citadas, acompanhe na edição escrita do LOJ.
*Sobre os efeitos da possibilidade de extinção de nome de municípios e seu poderio burocrático, acompanhe no LOJ
*Sobre para onde caminha as atuais prefeituras do Brasil e muitos dos pequenos municípios, leia no LOJ, ed escrita, assine..!
*Sobre escravos e subjugados pelos governos municipais, também, saiba onde estão lendo o Liberdade – O Jornal…

0 107

Neste domingo (24/11), a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Unimed Missões/RS, em parceria com a CIPA do Hospital Santo Ângelo, promove o Domingo na Praça. O evento terá início às 13h30min, na Praça da Catedral, e será aberto à comunidade. Na programação estão mateada com distribuição de erva, palco alternativo com cantores e bandas locais, brinquedos para as crianças e praça de alimentação.

Durante o Domingo na Praça será feita a arrecadação de alimentos não perecíveis, brinquedos e roupas, que serão doados para instituição do município.

“Esse evento tem o objetivo de aproximar a comunidade das instituições de saúde do município, com um momento descontraído e agradável às famílias. A parceria entre as CIPAS iniciou em 2018, e deve estender-se ao longo de diferentes gestões, já que possibilita a troca de experiências, a melhoria nos processos de ambas as instituições e a promoção de ações unificadas entre a Unimed Missões/RS e o Hospital Santo Ângelo”, salienta a presidente da CIPA cooperativa, Eduarda Saragozo.

0 149

Visitou o Liberdade, o Delegado da Estância da Poesia Crioula da Academia Xucra do Rio Grande, poeta, estancieiro a agricultor, José Dirceu Dutra:

 

Homem de inspiração fácil, de criatividade larga, anda na luz, leva a luz e a distribui por este emaranhado de bretes e de alambrados de todo tipo e que só ele como poeta que é, atrai a si a tarefa de fazer o povo visualizá-los cada vez mais com opacidade e alargar seus horizontes.

“ O mundo é dos livres e a liberdade, embora utopia é algo que nos faz felizes por vivermos à persegui-la”, nos ensina o poeta, José Dirceu Dutra.

Dirceu se ‘levanta’ ao questionarmos o nome dos pais:

-Filho de Porfírio Vasconcelos Braga Dutra e de Eva Boys Dutra, confessa. Dirceu tem uma única irmã: Paula do Carmo Dutra.

Premiado em inúmeros lugares no Estado, por seu trabalho reconhecido como poeta que é, José Dirceu foi laureado por várias vezes na cidade universitária de Santa Maria, como da Estância do Minuano, na 1ª e 7ª Tertúlia, em vários municípios missioneiros e tantas outras regiões do Estado sulriograndense.

Dirceu também é escritor de dois livros:

-Versejar é Uma Crença e Eterno Retorno.

Com a sensibilidade à flor, característica inseparável dos predestinados à arte da poesia, do repentismo, José Dirceu sente como poucos as coisas que tangenciam o povo ou, que perambulam aí perto, formatando e decifrando a espiritualidade tão plural da sua gente.

Assim que, entre as dores e picos de sensitividade, tantas, nos relata ter visualizado e traduzido em versos sua homenagem ao santuário localizado em São Miguel das Missões e chamado de “Fonte Missioneira”, situação vivida quando um infeliz resolveu quebrar e surrupiar um anjo do mosaico ali exposto ao céu aberto.

Local inseguro em algumas horas, quase atirado à própria sorte por vezes, ainda por cima, como corretivo, teve a correção feita por um simples banho de cimento como que a compensar desinteressadamente o que é praticamente insubstituível, mas que poderia merecer um respeito maior, se uma vez fosse destinado algo mais adequado no espaço rico onde fora furtado.

0 153

    Tenho visto muitos candidatos a candidatos naquela fase do “tô vendo aí…”, “tô pensando ainda…”, “tô esperando umas definições…”
    E nós sabemos que não é nada disso que está impedindo essas pessoas de arregaçar as mangas, meter a cara, se comprometer e iniciar na prática seus projetos para o ano que vem.
   Você tá nesse barco? E o que está te impedindo de dar a largada para alcançar o que você espera das Eleições 2020?

          a)Medo do Fracasso?
          b)Falta de Disciplina?
          c)Preocupação com o que pensam sobre Você?
          d)Falta de Fé na sua Capacidade?
          e)Preguiça?

    Sabia que só uma pessoa está envolvida em todas essas possibilidades? Você.
 E é você que está impedindo a realização do seu projeto, enquanto ficar nesse “chove mas não molha”! Tá na hora de Mudar de atitude. Tá na hora de realizar!

    Há várias fórmulas infalíveis para perder uma eleição:
-A mais utilizada é não se preparar e não se comprometer com o principal objetivo de qualquer projeto político-eleitoral, que é conquistar os votos suficientes para se eleger.
   Essa “não-preparação” envolve não entender nada sobre a legislação que vai nortear a eleição, não saber se posicionar e construir uma boa imagem pública, não se comunicar bem com as pessoas, não criar um relacionamento com seus eleitores potenciais, não desenvolver uma estratégia competitiva, não formar uma equipe competente, não montar uma estrutura eficiente.
   -Outra boa fórmula para perder uma eleição é justamente tentar usar uma “fórmula, daquelas milagrosas”, que prometem fazer a eleição ser muito fácil de ganhar.
    Eu sempre acreditei observando as varias campanhas eleitorais que eleição não se ganha. Eleição a gente vence!
   E tem mais uma maneira infalível de sofrer uma bela derrota: fazer o que sempre fez em eleições passadas e achar que o que funcionava antes ainda funciona nesses tempos de constante mudança.
   Essas são apenas algumas maneiras,de perder. Existem muitas outras. Assim como existem várias estratégias pra vencer.
    E todas, sem exceção, todas envolvem se preparar para a jornada e aprender como construir e trilhar o caminho para a Vitória.

                                  Dois fatos novos para próxima eleição:
A saída de Lula na semana passada e o lançamento do novo partido de Bolsonaro prometem acelerar o processo eleitoral de 2020 e o grande desafio de futuros candidatos e estrategistas de campanha é tentar entender como isso vai impactar no curtíssimo prazo as eleições municipais do ano que vem e, principalmente, as pré-campanhas de quem pretende disputar vagas de Prefeito e Vereador.

0 148

Quem é Jesus?

“Sim, Senhor, respondeu ela, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo” (João 11.27).
“Respondendo Simão Pedro, disse: Tu és o Cristo , o Filho do Deus vivo” (Mateus 16.16).

Você pode falar de Jesus Cristo como profeta, mestre ou líder espiritual, e poucos contestarão. Mas se falar dele como Filho de Deus, divino, da mesma natureza que o Pai, haverá filas de pessoas mostrando desaprovação. Um bilhão de muçulmanos dirão: “Profeta, sim, Deus, não!” Judeus espalhados pelo mundo dirão: “Mestre, sim. Messias, não!” Protestantes liberais e religiosos de vários segmentos dirão: “Homem exemplar, sim. Divino, não!” E nós, o que dizemos de Jesus? (Richard Dresselhaus)
Eu concordo com as afirmações constantes das duas passagens bíblicas acima. Uma foi proferida por Marta, seguidora e amiga de Jesus; a outra por Pedro, seu discípulo.
Agora chegou sua vez de responder. O que você diria? Seja sincero! Muitos de nós ainda não o conhecemos. Temos apenas uma experiência religiosa. Nós o conhecemos só de ouvir falar! E isso não nos dá segurança nem convicção de afirmar que Ele é o filho de Deus.
Há poucos dias eu falava com um amigo indiano. Ele é muçulmano. Ele reconhece Jesus como um profeta. Porém, não o aceita como Filho de Deus. E ele está certo! Até hoje não teve nenhum contato com Jesus. Seu conhecimento baseia-se naquilo que tem lido à respeito dele. E isso não é suficiente!
Temos que ir além da experiência religiosa. É preciso um contato mais profundo. A religião não nos torna seguidores de Jesus. Apenas um relacionamento íntimo com ele tem o poder de nos tornar seguidores seus.
Peça a Jesus, hoje, que lhe proporcione uma experiência real com Ele. Diga-lhe que deseja conhecê-lo e segui-lo. Você verá que sua vida nunca mais será a mesma.
Tenha uma semana abençoada.

Francisco Schmitt Schappo
Capítulo 1343 São Miguel das Missões