Autores Postado porLiberdade - O Jornal

Liberdade - O Jornal

1235 POST 0 COMENTÁRIOS

0 291
 

11h52, 14/11/2019

Unimed Missões/RS promoveu II Café da Manhã com a Imprensa
O ano de 2019 foi de muito trabalho, reconhecimento e novos projetos para a Unimed Missões/RS. Para agradecer à imprensa local e regional pela parceria durante o ano que se finda e fortalecer laços para o novo ano que se aproxima, a cooperativa realizou hoje (14/11), a II edição do Café da Manhã com a Imprensa, realizado no Hospital Regional Unimed Missões.
 
Referência em saúde
Com a missão de oferecer soluções em saúde com qualidade ao cliente, a instituição de saúde completou em 2019 seus 47 anos de história, se consolidando como referência em saúde. A cooperativa, que conta com três negócios: Saúde Ocupacional, Soluções em Saúde e Hospital, abrange 27 municípios a região das Missões, com 120 serviços credenciados e mais de 540 colaboradores. Em seu quadro, tem 270 médicos cooperados, disponibilizando das mais diversas especialidades e serviços de alta complexidade, antes encontrados apenas em grandes centros. Ainda emprega um expressivo número de colaboradores em postos de trabalhos indiretos, como é o caso de clínicas médicas.
 
Design do Futuro
Além de investir na capacitação de cooperados e colaboradores, na aquisição de equipamentos que melhoram os processos, a Unimed Missões/RS apresentou este ano a proposta de ampliação e modernização de seu Hospital e Sede da Cooperativa, visando dar suporte aos profissionais para a disponibilização de um atendimento humanizado e de qualidade ao cliente.
 
Nos próximos três anos, os médicos cooperados irão investir aproximadamente R$20 milhões no projeto Design do Futuro. A nova estrutura do Hospital terá entrada pela Rua Marechal Floriano e ampliação em mais de 3.480m², centralizando o atendimento ao cliente, melhorando a mobilidade interna e possibilitando a oferta de novos serviços. O investimento contemplará uma sala exclusiva para os pacientes em pré-operatório, hoje acolhidos no Pronto Atendimento. Dessa forma, os pacientes terão maior privacidade, segurança e agilidade, além de aliviar o fluxo do Pronto Atendimento de Urgência e Emergência. O projeto ainda visa a criação de uma Central para Esterilização de Materiais (CME) mais ampla, responsável por garantir uma maior segurança ao paciente. O projeto, que já está em fase de execução, também visualiza a construção de uma usina fotovoltaica, que possibilitará que a cooperativa seja autossuficiente em energia limpa.
 
Reconhecimento
Durante o ano de 2019, a cooperativa foi certificada como uma das oito melhores empresas de planos de saúde para trabalhar no Brasil, conforme pesquisa do instituto Great Place to Work (GPTW). Já no Ranking das Melhores Empresas para Trabalhar no Rio Grande do Sul, também realizada pela GPTW, a cooperativa ficou com a 22ª colocação na categoria “médias empresas”, que têm entre 100 e 900 colaboradores.
 
Objetivos para o futuro
Em 2020, a Unimed Missões/RS pretende dar continuidade aos programas de melhorias em gestão, inovação em produtos/serviços e processos; ações de humanização; investimentos na qualidade, excelência e satisfação dos clientes; e na sequência do projeto Design do Futuro.
 

“O ano foi de muitas mudanças na cooperativa, ficando evidente a necessidade de investir em novas ideias e em uma equipe comprometida com a nossa missão. Agradecemos a todos que, direta ou indiretamente, fazem parte dessa trajetória e que estará conosco no próximo ano”, salienta o presidente da Unimed Missões/RS, Dr. Roberto Valandro Bellinaso. 

Fonte: UNIMED

0 278

Notícias do governo municipal do município de Entre Ijuís/ RS
A Secretaria Municipal da Agricultura definiu cronograma em relação à encomenda de alevinos. Os pedidos, devem ser feitos até 15 de Dezembro. As solicitações devem ser feitas, na secretaria,.
  A lista de opções também está disponível na secretaria. Segundo o secretário Lawrence, a meta é estimular a expansão da piscicultura, como mais uma alternativa de renda, especialmente nas propriedades de agricultura familiar

          Educação Infantil da E.M.E.F. Zeferino Antunes de Almeida realiza projeto sobre Educação Fiscal:
     A Professora Nair Nair Lúcia Graff, com os alunos do Pré II, realiza um projeto de Educação Fiscal, com o objetivo de proporcionar vivências com situações de aprendizagem que despertem o senso crítico e a reflexão sobre a necessidade de uma sociedade justa, conscientizando assim sobre a importância dos tributos para manutenção do Estado e Município. Foram ao supermercado comprar itens diversos, onde cada criança teve a oportunidade de escolher e pagar suas compras, após, compararam o valor do imposto cobrado sobre cada item.
Parabéns à professora pela iniciativa em incentivar aos pequenos a importância dessas vivências significativas de aprendizagem.

         TRANSFERÊNCIA DA TARDE DE CAMPO
    A Emater juntamente com a Prefeitura Municipal de Entre-Ijuis vem comunicar que a tarde de campo que era para ser realizada na ultima quinta-feira e que foi cancelada devido a instabilidade do tempo está com nova data para ser realizada. O local é mesmo já definido na propriedade do Sr.. Junior Rafael Schreiber Heldt, localizada na Serra de Baixo na São José DIA 05 DE DEZEMBRO DE 2019.

         Projeto Missões pela Vida
   Na tarde desta terça-feira dia 12 de novembro o município de Santo Antônio das Missões sediou a Culminância Regional do Projeto Missões pela vida, evento organizado pela Associação das Primeiras Damas das Missões. O município de Entre Ijuis esteve representado pelo alunos Gabriel, Maria Izabel e Ana Laura da Escola São Paulo. Estiveram presentes no evento o Prefeito Brasil Sartori, Primeira Dama Iara Sartori, Secretária de Educação Tânia Maria Scola, Secretário de Assistência Social Rafael Rotilli, Diretora da Escola São Paulo Tânia Machado e Assistente Social Camila Trombeta

            Concluído mais uma capacitação na Assistência Social
    Iniciou na segunda-feira e culminou na terça-feira mais um evento promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, chefiada pelo secretário Rafael Rotilli onde foi realizado capacitação junto às participantes dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, acompanhado junto a equipe do Centro de Referência da Assistência Social – CRAS.

O curso de geração de renda através da produção de doces obteve das participantes a nota 10, considerando o momento de extremo proveito
O secretário de Assistência Social, Rafael Rotilli relatou que a gestão tem trabalhado muito na organização dos grupos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, bem como enfatizou que o objetivo da administração do prefeito Brasil é de fato promover uma melhora nas relações sociais dos entreijuienses oportunizando o crescimento profissional, pessoal, familiar e financeiro, para que realmente a qualidade de vida de todos seja elevada.

                                CAMPANHA NOTA FISCAL PREMIADA   
    Caro Entreijuiense!  Ao realizar suas compras no município exija a Nota Fiscal, pois além de exercer sua cidadania, prestigiar o comércio de sua cidade você estará concorrendo a prêmios.

A cada R$ 50,00 em compras ou aquisição de serviços no comercio local você tem direito a cupons para concorrer a prêmios.
A cada R$ 100,00 em combustíveis
A cada R$ 500 de serviço de construção
Cada nota do bloco de produtor rural
O IPTU 2019 quitado vale 5 cupons para o sorteio.

CONHEÇA ALGUNS DOS SERVIÇOS PRESTADOS QUE PODEM VALER PRÊMIOS.
Oficinas mecânicas e borracharia
Academias e ginástica
Clinicas veterinária (serviços de banho e tosa)
Construção e reparos
Lavagens de automóveis
Serviços imobiliários
Serviços de despachante
Clinicas e laboratórios
Compras em lojas, supermercados, farmácias, bares e restaurantes.
Peça sua nota e compareça junto à prefeitura para trocar por cautela.
As notas poderão ser trocadas até o dia 13 de dezembro.

 O segundo sorteio será realizado no dia 20 de dezembro de 2019, quando serão sorteados os seguintes prêmios:

1° prêmio 1 TV Philips 43” LED Smart FHD, uma camisa Marca Dudalina, um perfume Silver Scent

 

2° prêmio Uma caixa de som JBL Charge 3 com Bluetooth Speaker, 1 camisa, 1 manta, 1 perfume Silver Scient,
3° prêmio

 

Uma manta, uma caixa de Som JBL GO, 1 Camisa Marca Dudalina, 2 camisetas e 1 brinquedo
4° prêmio

 

Uma manta, Uma camisa Marca Dudalina, 2 camisetas e 1 perfume Silver Scient
5° prêmio 2 Camisas Marca Dudalina e uma manta

 

Além destes, serão sorteados mais 10 prêmios surpresa.

 

Compre no comercio local e EXIJA a Nota Fiscal, é um direito do cidadão e um dever do comerciante.
Além disso, o município de Entre-Ijuís participa dos sorteios do Programa Nota fiscal Gaúcha através da Plataforma do Governo do Estado, com objetivo de incentivar a população a exigir documentos fiscais no ato da compra. Os prêmios são de R$ 300,00 e R$ 200,00 mensalmente.
O contribuinte deverá realizar seu cadastro via sistema no site da Nota Fiscal Gaúcha e em todas as compras pedir junto ao caixa na hora do pagamento a inclusão do CPF da nota fiscal de compra. Assim automaticamente estará concorrendo a esta premiação através do programa estadual da NFG.
Salientamos que a escola Estadual Carlos Kruel está cadastrada como entidade na área da educação e pode ser indicada por todos os contribuintes cadastrados no programa.
O grupo de Educação Fiscal do Município GEFEI está à disposição para auxiliar no cadastramento dos interessados e para demais esclarecimentos.

 “Cidadania não é atitude passiva, mas ação permanente, em favor da comunidade.”

0 254

A Receita Federal e as entidades de classe têm alertado sobre a importância de buscar o auxílio de um profissional capacitado para garantir a segurança nos envios de informações e entrar em conformidade com as novas exigências do eSocial, independente de terem ou não empregados.
A primeira fase do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Cadastro do Empregador e Tabelas) é voltada, além dos produtores rurais, a empregadores optantes pelo Simples Nacional e pessoas físicas e a entidades sem fins lucrativos. O prazo começou a valer em 10 de janeiro deste ano e se estende até abril.
Porém a dificuldade no acesso às novas tecnologias ainda é uma realidade no País como um todo e, principalmente, no campo.

Cada grupo do eSocial tem quatro fases para a transmissão eletrônica de dados.
-Na primeira, devem ser comunicados os eventos de tabela, que são os cadastros do empregador mais o envio de tabelas.
-A segunda etapa abrange os eventos não periódicos – dados dos trabalhadores e seus vínculos com a empresa ou pessoa física.
A terceira fase compreende os eventos periódicos, que são as informações sobre a folha de pagamento.
-E, por fim, na última fase, são exigidas informações relativas à segurança e à saúde.

O eSocial é o instrumento criado pelo governo para unificar as informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, com o objetivo de padronizar o sistema, evitar fraudes e extravio de informações. Por meio do eSocial, os empregadores comunicam ao governo federal, de forma unificada, as informações relativas aos trabalhadores.
Segundo a Receita, o objetivo é simplificar a prestação das informações referentes às obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, de forma a reduzir a burocracia para as empresas.
O envio de dados ao eSocial substitui o preenchimento e a entrega de formulários e declarações separados a cada ente. A obrigatoriedade de utilização desse sistema para os empregadores é regulamentada por Resoluções do Comitê Diretivo do eSocial, conforme o Decreto nº 8.373/2014. Pequenos produtores têm mais dificuldades
O contador Getson Dhein, diretor e sócio do escritório de contabilidade Líder, de Panambi, no interior do Estado concorda que o cumprimento das obrigações se torna muito mais difícil quando se trata de trabalhadores rurais, mas acredita no potencial das assessorias contábeis locais para impulsionar o acesso ao sistema. Dhein lembra que, dentro do grupo formado por produtores rurais, há os médios e grandes, que, normalmente, já contam com assessoria contábil, e os pequenos, que, provavelmente, a partir de agora, terão de buscar um auxílio profissional. “Talvez o serviço prestado por um profissional contábil não seja indispensável nas duas primeiras fases do eSocial. Porém, em outubro, começa o momento mais preocupante, em que deve ser enviada a DCTFWeb (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) a partir do eSocial”, salienta o contador.

O chefe da Seção de Fiscalização da delegacia da Receita Federal em Santo Ângelo, Ely Eduardo Lemos de Azevedo, concorda que é a partir da terceira fase que todos precisam ter mais cuidado. “Nessa etapa, começam a ser transmitidos os eventos periódicos, que, como o próprio nome já diz, é uma transmissão mensal por competência na qual ele vai informar os fatos geradores da contribuição previdenciária”, reforça Azevedo. É a partir daí que os empresários do Simples Nacional terão de entregar a folha de salários de seus empregados e que os produtores rurais terão de informar o recolhimento com base em um dos dois fatos geradores diferentes pelo qual ele optou até o fim de janeiro.
A primeira opção já é uma velha conhecida dos produtores rurais e compreende a contribuição sobre a comercialização da produção rural. “Esse modelo é o mais comum de todos.” Já a segunda opção é uma novidade deste ano e prevê o cálculo sobre a folha de salários dos empregados.
Os produtores que optaram por essa modalidade podem recolher a contribuição previdenciária patronal sobre a folha. “Esse pode ser o modelo mais vantajoso. Existe, inclusive, uma fórmula que nós estabelecemos para que o produtor faça esse cálculo junto com a sua assessoria contábil”, instrui Azevedo.
Em suma, é preciso comparar as alíquotas incidentes sobre a folha de salários com as alíquotas incidentes sobre a comercialização da produção rural.

O produtor teve de fazer a opção até 31 de janeiro, de acordo com a Lei nº 8.212/1991, e, ao longo deste ano, não poderá mais mudar
Todas essas mudanças podem gerar preocupações em um primeiro momento, diz Dhein.
Porém “todo avanço tecnológico que envolve as qualidades das informações é importante tanto para os contribuintes quanto para o governo. No caso do eSocial, os benefícios serão muitos, desde a inibição das fraudes até a unificação no envio das informações”, pontua o empresário contábil.
O auditor-fiscal da Receita Federal em Santo Ângelo, Ely Eduardo Lemos de Azevedo, lembra que, para aqueles produtores rurais que continuaram recolhendo a contribuição com base na sua produção, não há mudanças radicais. “Eles também têm de transmitir o eSocial, mas não há muitos cuidados a tomar”, diz Azevedo. J
Já para aqueles que optaram, no início do ano, por tributar a folha de salários, Azevedo destaca que é preciso entregar a Guia de Recolhimento do FGTS (GFIP) e recolher a Guia da Previdência Social (GPS) sobre a sua folha de salários para que seja validada a sua escolha.
Isso deverá ocorrer em caráter temporário, apenas até que o grupo dos produtores rurais entre na terceira fase do eSocial – a partir de julho.
A decisão por exigir a emissão da GPS está no Ato Declaratório Executivo da Receita Federal nº 1/2019. “Por ser uma questão transitória, isso vem gerando um pouco de confusão entre quem trabalha na parte de produção rural. Se ele tem de fazer todos os procedimentos em GFIP e, ao mesmo tempo, está obrigado a entregar o eSocial, isso significa que ele vai ter que fazer duas declarações?…
Em um primeiro momento, sim. A partir de julho, ele vai fazer tudo no eSocial, e, aí, a GFIP cai fora”, explica Azevedo.
Maior dúvida dos agricultores é em relação à parceria rural Antes mesmo de iniciar a transmissão de dados no eSocial, os produtores rurais devem fazer a migração do Cadastro Específico do INSS (CEI) para o Cadastro de Atividade Econômica Pessoa Física (CAEPF) ou a criação desse último (no caso daqueles que ainda não tiverem o CEI) através do portal eCAC da Receita Federal.
“Já na primeira fase do eSocial, será exigido o cadastro das propriedades, que são as lotações tributárias, e cuja informação depende da realização prévia do CAEPF”, salienta o auditor da RFB e também integrante do GT do eSocial no Estado, Ely Eduardo Lemos de Azevedo. Ele aponta que uma das maiores dúvidas, atualmente, reside na forma de recolhimento da contribuição previdenciária nos casos de parceria rural. Na parceria rural, os trabalhadores estão ligados ao cadastro de apenas uma das partes. Por isso, o outro parceiro, teoricamente, ficaria impossibilitado de recolher a contribuição previdenciária com base na folha de salários.
Isso gera um problema no modelo novo de CAEPF.
“Quando era feita a matrícula CEI, a parceria rural não era um problema, porque era possível vincular o CPF do titular com os parceiros rurais. No sistema novo, esse vínculo foi extinto, e tanto o proprietário quanto o parceiro da atividade rural naquela propriedade devem ter um CAEPF”, explica.

0 207

Aonde está este líder?

      Texto abril de 2019, mas atual como só!

São Miguel das Missões precisa de um líder.
Um líder que seja determinado, tenha visão, discernimento, capacidade de leitura e análise de contexto, que seja inovador, criativo, pulso firme, entre outros e que possa trazer para sua comunidade, para os serviços da política, do setor público, uma similaridade em direitos, por exemplo, à iniciativa privada.
São Miguel precisa de um líder não comprometido com as ‘panelas’; com acompanheirada de seus partidos; com o parentesco dos parentes puxa-sacos; com as manhas e imposições dos safados doutos ou nem tanto mas que aí banham-se a explorar nossa própria gente.
Mas para tal terá que vir municiado de bastante conhecimento e de muita, mas muita determinação. O suficiente para que não incorra em ilegalidades e, não se torne refém dos conchavos, dos mandantes e exploradores da comunidade. (aquelas panelas, exo-esqueleto que aí se beneficiam da proximidade ao poder, mas que passam ao largo da lei e da Justiça);
São Miguel das Missões precisa de um plano, um conjunto de diretrizes, novas, inovadoras, ousadas e que definam um projeto de governança em compartilhamento com à comunidade local e as comunidades circunvizinhas a sua. Não há nada se não é compartilhado e com a participação da comunidade. Sem isso, nada resulta em satisfatório.
Basta da libertinagem de – a mode da fragilidade dos ditos -, ter que ceder por tudo quanto é ponta, recursos públicos escassos e necessários para a população em troco de sua tranquilidade ou, para que se oculte ou se mantenha inerte as vistas de suas próprias fraquezas.
São Miguel das Missões precisa ser resgatado, urgente pois, o dano já está posto e é largo, muito largo, vai longe. A visão de apoderados, mostra sim um corpo carcomido por dentro e que pode desabar em cima de si próprio a qualquer dia desses.
Se formos otimistas, poderemos sim retardar um tanto nossa derrocada de gestão por um período ainda considerado largo. Dificilmente reverteremos o que viemos perdendo nos últimos anos, considerado nossas reais potencialidades.
É triste ver não só este município, mas o que está acontecendo com outros. Pode-se dizer que são centenas, milhares país a fora onde a sociedade começa a se dar por conta que a sua passividade em não questionar, só aceitar e não elogiar, lhe rendeu atrasos, imensos..
Diante da demanda de inovação, reveladas graças a necessária capacitação, a nação pasma passa a cultuar a própria miséria – por falta de outra e de norte -, em busca do necessário pão.
Não será com afagos, nem com diálogo tão somente que um necessário líder irá fazer prevalecer alguma Justiça neste ambiente em que crassa sim, a injustiça para muitos acobertado com um IDH falso e mal fadado. Este deve ser o resultado de um trabalho, da conquista de uma grande luta que hoje se faz necessário, sem demagogias, sem hipocrisias.
O caminho para esta mudança passará no corte de regalias, muitas, do setor público e político local. Mais a quem mereça e, menos sim, a quem não respeita o seu próprio povo.
Foco: O novo líder deverá demonstrar capacidade de focar naquilo que realmente interessa, a nossa própria gente. Capaz disso, poderá se fazer respeitado e contar com o apoio popular para as tão necessárias mudanças que se fazem necessárias e se acumulam mais e mais.
São Miguel já não pode mais se dar ao direito de se contentar com tamanha mediocridade, com o risco de se atolar mesmo  e trilhar um caminho que o leve para o aniquilamento sócio e econômico de seu povo.
Então…..!

0 279

Considerado o contexto geográfico da economia em seu entorno, visualizando a questão da mobilidade econômica; a malha rodoviária, a hidratação possível e real de suas veias; as possibilidades de expansão de sua economia, o município de Entre Ijuís, somente por estes fatores, poderá se tornar a ‘Meca das Missões’.
Porém, identificar esta possibilidade, adiantá-la ou até não deixar que se perca ao longo do tempo um futuro à porta, deve ser uma das buscas mais incessantes de suas lideranças políticas, em parceria com a iniciativa privada e governos, no sentido de começar a dar vida a um projeto de crescimento que depende de um esqueleto pré-pensado e que o torne naquilo que todo o entre-ijuíense e o povo da região deseja.
O Liberdade é especialista na indicação não só de caminhos, como no apontamento de soluções e tem feito isso no decorrer de seus quase 15 anos de existência e, o município de Entre Ijuís, passou a fazer parte dos municípios abraçados e com o maior orgulho pelo Liberdade – O Jornal.
Imaginar estes município se abarrotando de empresas, ao largo de suas rodovias, se verticalizando, é algo possível que que atrairia não só investimentos de municípios próximos, mas principalmente da cidade de Santo Ângelo.

0 225

           O ano de 2019 foi de muito trabalho, reconhecimento e novos projetos para a Unimed Missões/RS. Para agradecer à imprensa local e regional pela parceria durante o ano que se finda e fortalecer laços para o novo ano que se aproxima, a cooperativa realizou hoje (14/11), a II edição do Café da Manhã com a Imprensa, realizado no Hospital Regional Unimed Missões.

                             Referência em saúde
          Com a missão de oferecer soluções em saúde com qualidade ao cliente, a instituição de saúde completou em 2019 seus 47 anos de história, se consolidando como referência em saúde. A cooperativa, que conta com três negócios: Saúde Ocupacional, Soluções em Saúde e Hospital, abrange 27 municípios a região das Missões, com 120 serviços credenciados e mais de 540 colaboradores. Em seu quadro, tem 270 médicos cooperados, disponibilizando das mais diversas especialidades e serviços de alta complexidade, antes encontrados apenas em grandes centros. Ainda emprega um expressivo número de colaboradores em postos de trabalhos indiretos, como é o caso de clínicas médicas.

                                  Design do Futuro

     Além de investir na capacitação de cooperados e colaboradores, na aquisição de equipamentos que melhoram os processos, a Unimed Missões/RS apresentou este ano a proposta de ampliação e modernização de seu Hospital e Sede da Cooperativa, visando dar suporte aos profissionais para a disponibilização de um atendimento humanizado e de qualidade ao cliente.
      Nos próximos três anos, os médicos cooperados irão investir aproximadamente R$20 milhões no projeto Design do Futuro. A nova estrutura do Hospital terá entrada pela Rua Marechal Floriano e ampliação em mais de 3.480m², centralizando o atendimento ao cliente, melhorando a mobilidade interna e possibilitando a oferta de novos serviços. O investimento contemplará uma sala exclusiva para os pacientes em pré-operatório, hoje acolhidos no Pronto Atendimento. Dessa forma, os pacientes terão maior privacidade, segurança e agilidade, além de aliviar o fluxo do Pronto Atendimento de Urgência e Emergência. O projeto ainda visa a criação de uma Central para Esterilização de Materiais (CME) mais ampla, responsável por garantir uma maior segurança ao paciente. O projeto, que já está em fase de execução, também visualiza a construção de uma usina fotovoltaica, que possibilitará que a cooperativa seja autossuficiente em energia limpa.

                         Reconhecimento
    Durante o ano de 2019, a cooperativa foi certificada como uma das oito melhores empresas de planos de saúde para trabalhar no Brasil, conforme pesquisa do instituto Great Place to Work (GPTW). Já no Ranking das Melhores Empresas para Trabalhar no Rio Grande do Sul, também realizada pela GPTW, a cooperativa ficou com a 22ª colocação na categoria “médias empresas”, que têm entre 100 e 900 colaboradores.

.

                          Objetivos para o futuro
    Em 2020, a Unimed Missões/RS pretende dar continuidade aos programas de melhorias em gestão, inovação em produtos/serviços e processos; ações de humanização; investimentos na qualidade, excelência e satisfação dos clientes; e na sequência do projeto Design do Futuro.
   “O ano foi de muitas mudanças na cooperativa, ficando evidente a necessidade de investir em novas ideias e em uma equipe comprometida com a nossa missão. Agradecemos a todos que, direta ou indiretamente, fazem parte dessa trajetória e que estará conosco no próximo ano”, salienta o presidente da Unimed Missões/RS, Dr. Roberto Valandro Bellinaso.

0 204

De corvo, na Vitória,à João de Barro, no Pórtico em São Miguel, Tiro e Tiarajú, os dois repórteres-em-espírito do Liberdade, vão peneirando quem passa pra estas bandas.

E por isso mesmo, que os serviços de seus dois repórteres-em-espírito, Tiro Fijo, àquele que desencarnou com a metralha de um tucano nas selvas da Colômbia e, o santo, aqui das Missões e que toda noite se dá ao serviço de gritar aí, na Coxilha Santa, o nome do Liberdade.

Há até quem diga que eles não existem – porque não são vistos – e que se de fato existissem, saberiam dizer sobre o nosso futuro. Melhor, sobre o futuro de cada um.

Como todos os seres um pouco mais evoluídos, explicam, falam por parábolas e, se disfarçam como só espíritos poderiam para não dar na cara que estão sempre à espreita, louquinho para atazanar vadios.

Ainda como se não bastasse, de tanta dúvida, tantos comentários insinuando que Tiro e seu colega de puxar na mesma canga, Sepé, hoje são lendas, estão desencarnados; que esperam a vinda do Senhor para se revelar outra vez, os dois continuam aí a revelar aos leitores do Liberdade fatos como foi, inclusive com a participação desastrosa de um deles, lá no Vaticano, mudando os rumos da história e tirando do cerro-larguense a teta de papa e que acabou beneficiando justo um Hermano, aí também perto, no fim do mundo.

Só aquele fato quase nos rendeu o pescoço. Sim, nós, porque aqui no Liberdade, como pra cortar só tem um, imaginem… O deles é vento, não dão, somem… virtude de quem já é espírito.

Quem pensa de onde o Liberdade tira todas as análises, dos mais diferentes contextos do mundo, em tempo real, sem que pudesse contar com a visão dos caros ajudantes. Corrijo: Extraia a palavra, “caro”, para não revoltar* a ambos.

*Nota: por motivos de punição, a carestia e os dois estão um pouco atrasados em seus direitos trabalhistas, mas a gente tá guardando os créditos e, se não quitar neste mundo, assim que eles morrerem de novo, como a maioria aqui, lá no céu, o Pai paga.

Caspite!

Só agora preciso tomar cuidado. Não ficar falando pra eles ir lá pra Catuípe, dizer que lá tem água mineral de você poder tomar banho frouxo todo o sábado, n’agua grátis e sem veneno que rola e flui frouxo por todo canto daquela terra bendita.

Desde que soubemos que por lá tem uma tal de Liberdade, que fala pelos cotovelos e que todo mundo houve, o Sepé anda meio que se engraçando, se fazendo de tatú-faqueado, sorrindo da própria sombra e, assombrando seu companheiro Tiro, pouco afeito devido à vida na mata, às coisas do coração.

Enviados para o México, para cobrir a retirada de Evo, Tiro Fijo que conhece como poucos aquela parte das matas americanas, deixou aí o Sepé cuidando quem chega, vestido de fidalgo espanhol a sua casa, “discosta”, pra fazer de contas que está lá, de olho em quem sai levando tudo ou, ao menos uma abraço desta terra de Deus e do São Miguel.

0 327

A Geosat, Tecnologia Agrícola F 99671 6686; a JR Montagem Industrial, f 9919 6273 e, Equipar Equipamentos e Inst. Comerciais, f 9 8118 9083, apóiam na divulgação deste conteúdo!

 

Carolina Lewis
Usina de Notícias
Assessoria de Imprensa Fundatec
(51) 3061-0952 /  (51) 981839765

Prefeitura de Panambi/RS abre Concurso Público para cargos de diversos níveis de escolaridade

Certame realizado pela Fundatec recebe inscrições até o dia 4 de dezembro

 

Estão abertas as inscrições do Concurso Público da Prefeitura de Panambi/RS destinado ao preenchimento de 16 vagas e formação de cadastros de reserva. O certame realizado pela Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – Fundatec oferece oportunidades em diversos cargos, para os níveis de escolaridade Superior, Técnico, Médio e Fundamental Completos e Fundamental Incompleto com salários de R$ 1.057,06 a R$ 7.167,20. A carga horária varia de 30h a 40h semanais (veja quadro abaixo).

As inscrições estão disponíveis até o dia 4 de dezembro de 2019 pelo site concursos.fundatec.org.br. A taxa varia de R$ 50 a R$ 130, conforme nível de escolaridade do cargo escolhido. A Fundatec disponibiliza em sua sede (Rua. Prof. Cristiano Fischer, 2012), em Porto Alegre, computadores para acesso à internet durante o período de inscrições. 

As provas estão previstas para serem aplicadas no dia 19 de janeiro de 2020. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3320.1043, para Porto Alegre e DDD 51, e 0800 035 2000, para interior e outros Estados, ou ainda pelo link contato.fundatec.org.br

 

CONCURSO PÚBLICO – PREFEITURA MUNICIPAL DE PANAMBI/RS

NÍVEL SUPERIOR COMPLETO

Cargos (vagas): Arquiteto e Urbanista (CR), Biblioteconomista (1+CR), Cirurgião Dentista (CR), Contador (CR), Engenheiro Agrônomo (CR), Engenheiro Civil (1+CR), Fisioterapeuta (CR), Médico da Família (4+CR), Médico Veterinário (CR), Monitor de Atividades Físicas (CR), Procurador (CR) e Psicólogo (CR).

NÍVEL TÉCNICO COMPLETO

Cargos (vagas): Fiscal de Posturas (CR), Monitor de Laboratório de Informática (CR), Técnico em Edificações (CR) e Técnico em Segurança do Trabalho (CR).

NÍVEL MÉDIO COMPLETO

Cargos (vagas): Agente de Monitoramento Viário (CR), Auxiliar de Educação Infantil (10+CR), Fiscal Ambiental (CR), Fiscal de Trânsito (CR), Fiscal Tributário (CR) e Fiscal Sanitário (CR).

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

Cargos (vagas): Mecânico (CR), Motorista (CR) e Operador de Máquinas Especializado (CR).

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

Cargos (vagas): Operário (CR).

 

0 223

-Senador, será que via aprová?
Mas, já pensou, como é que vamos ficar, toda esta gente na rua, a pracinha, o banco, o posto de saúde, não vamos mais ter polícia e a amarela pra vim de lá, quando?
-Não, se se depender de mim, não aprova nunca, sabe que não.
-Não gosto nem de pensar, mas então o senhor acha que não!
-Pode ter certeza, não aprova, nunca. Eu até sou a favor do presidente, mas isso não, é loucura.
Bem, contam, que pelo menos três senadores tiveram que ampliar o número de seus assessores para afirmar que não irão aprovar a extinção de pequenos municípios. Que o emprego, que já é grave, ficaria insustentável.

                  —————

Guedes segue Moro no caminho do cozimento

Se o ministro, Sérgio Moro teve seu projeto desidratado que nem seco com gripe aviária crônica, Guedes, com a ideia de reduzir tetas no setor público está a porta de ver-se em franco espaço de guerra pura.
Políticos e desocupados passam a todo instante infernizando o governo, prevendo um final do mundo caso isso venha a acontecer. Um desespero puro e pouco ainda visto pelo povo. É como o cancelamento das assinatura do jornal UOL, já imaginou?
Imaginem, por exemplo, matoqueimadenses sem a prefeitura?… tendo que viajar cerca de 1 até 3km a mais para chegar a outra, o que será de seus quase 2 mil moradores?
Justo agora que acabaram de fazer a monumental Câmera, um verdadeiro Maracanã dentro das Missões?
E a prefeitura, que por si só, em seus corredores, seria capaz de abrigar toda a população urbana, na horizontal, em cado de guerra nuclear? Sim, guerra nuclear, pois suas paredes de tão fortes que foram feitas, seria capaz de conter o impacto de uma explosão destas bombas latinas?

O que é divertido:
É ver como reagem os prejudicados, os habituados a mamarem, a sangrarem o próprio povo, passando à vida convencendo a eles que sem eles, eles não mais poderiam existir.
Ver o quanto o povo está bitolado ou não, acreditando ou não, em sua extinção, caso estes não raras vezes, cancros em que se transformaram prefeituras pelo exagero e desrespeito que se tornou não o funcionalismo empregado nos serviços público, mas o que políticos em seus cargos, transformaram este setor que hoje se opõe em grande parte ao que espera à sociedade e até eles mesmos?

Não se preocupem, caso aconteça – o que meio mundo duvida -, nem todos morrereis!

Bolsonaro ao menos não morreu e, moro, enfraquecido continua aí. 
Quedes há de sobreviver.

 

0 287

O LOJ, registrou evento na Fazenda Ortiz, há alguns anos atrás.
Na oportunidade, o Liberdade observou e comentou em suas páginas como o povo é preparado e vinha sendo preparado, de forma não bem explícita, para que o povo agisse também como um “admirável gado novo”, tudo à ver com a música, linda por sinal, do cantor, Zé Ramalho:

Vocês que fazem parte dessa massa 
Que passa nos projetos do futuro 
É duro tanto ter que caminhar 
E dar muito mais do que receber
 
E ter que demonstrar sua coragem 
À margem do que possa parecer 
E ver que toda essa engrenagem 
Já sente a ferrugem lhe comer
 
Êh, ô, ô, vida de gado 
Povo marcado 
Êh, povo feliz!
 
A letra, mostra a incrível sensibilidade deste artista nordestino que, capata com suas palavras toda uma leitura não do comportamento humano liberto, mas conduzido e sem que ele perceba, fato representado na foto do LOJ!