Governadores, senadores (mais de 20 não são reeleitos), deputados federais (mais de 50% não são reeleitos), deputados estaduais,…. rodam na tentativa de se reeleger.
O PT foi um dos partidos que mais manteve seus líderes. Até pelo temor da renovação e não atingir os índices possíveis e desejados pelo partido. Reduziu, mas não tanto quanto outras grandes siglas.
A REDE, por exemplo, elegeu 6 senadores embora sua candidata à presidenta, Marina Silva, regredisse de mais de 20 milhões de votos na campanha anterior, para menos que um milhão nesta.

MDB, PSDB, tiveram redução significativa em seus quadros e, estratégias antigas de campanha não foram úteis para evitar a verdadeira varredura na política nacional.
Depois do movimento Diretas Já, este é o maior movimento levado à cabo pelo próprio povo, exigindo e impondo mudanças no país. 
Claro, para que isso aconteça, vai depender do resultado das eleições, do segundo turno, mas a maior parte da nação tem lado e, a tendência é que mantenha até o final esta postura quando, enfim, entregue a seu novo líder, a esperança de comandá-la e promover as reformas que o povo tanto deseja.

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta