Porque mudar de MEI para ME

Porque mudar de MEI para ME

0 528

E necessário para àqueles que faturam acima de R$ 81 mil ano ou para os que desejam ter sócios, filiais ou um número maior de empregados.
Pode ser de forma automática ou espontânea:
Algumas razões obrigam a mudança de modalidade de forma automática
-O limite máximo anual de faturamento do MEI É DE R$ 81 mil. Caso o valor faturado exceda em até 20% então o pagamento da diferença dos imposto será feito no primeiro DAS do ano seguinte.Em casos como esses, a alteração passa a valer a partir de 1º de janeiro do ano seguinte. Contudo, se o valor faturado exceder em mais de 20% dos R$ 81 mil, então a diferença de impostos deve ser paga imediatamente, incluindo valores retroativos.
Outras razões, são a mudança de regime tributário de forma automática e incluem sociedade, abertura de filiais, a contratação de mais de um funcionário ou ainda a mudança de atividade econômica, desde que ela não seja contemplada pelo MEI. A diferença é que nestes casos não precisa pagar impostos retroativos. Contudo, passam a valer todas as obrigações do SIMPLES NACIONAL. Ou,
Em caso do empresário assim o querer. Basta procurar a Receita Federal para solicitar a mudança espontânea, que passa a valer a partir do dia 1º de janeiro do ano seguinte.

Como mudar de MEI para ME? Acesse o Simples Nacional e procure a opção “Comunicação de Dezenquadramento do SIMEI”. Tenha em maços um certificado digital ou um Código de Acesso ou, ter em mãos dois últimos protocolos de IRFF e informe o motivo da mudança e a data. Vá à Junta Comercial do seu município levando junto
a)Consulta optante e opção pelo Simples Nacional;
b)Formulário do processo com os dados da empresa;
c)Carta de Solicitação de desenquadramento.
Depois, comunique ao SEFAZ ( pode ser on line) e à prefeitura de seu município. Na prefeitura, você irá obter a autorização para a emissão das novas notas fiscais sob o novo regime tributário.

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta