Tradicionalistas miguelinos temem um dispersão social com a construção do novo CTG

Tradicionalistas miguelinos temem um dispersão social com a construção do novo CTG

0 1161

Tradicionalistas do CTN Sinos São Miguel estão receosos com o “choque de modernidade” prometido, caso a construção do novo prédio, inserido no complexo do projeto PAC Cidades Históricas do governo federal, venha de fato se concretizar.

Também outro fator de relevância que tem ocupado horas de sono para os defensores dos interesses do CTN, é o fato de que este dará a área de uma quadra inteira para a execução das obras do PAC e que não mais será propriedade só da entidade. Claro, receberá, em contrapartida, o Centro de Tradições Nativistas (CTN) receberia não só um prédio moderno, com o dobro do tamanho e muito mais valorizado e uma cozinha industrial ‘de primeiro mundo’, afirmam arquitetos da Brasil Arquitetura.

Não era de se esperar alguma preocupação neste sentido, da passagem possível de um galpão para um prédio muito mais luxuoso viessem a afastar a característica de simplicidade do meio ausentando ainda mais os que preferem um ambiente mais rústico, mas a tendência é que os ânimos se acomodem, as obras de fato aconteçam e não só a entidade – CTN Sinos São Miguel venha ganhar, mas toda a comunidade local e regional e os que visitarem São Miguel das Missões, Patrimônio da Humanidade.

ARTIGOS SIMILARES

0 192

SEM COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta